Ilustrações

Quando o Poço Secou

Quando o Poço Secou
Wilson Lemos
Escrito por Wilson Lemos

Marieta estava sedenta. Em parte alguma se encontrava uma gota d’água sequer. Havia tempo que não chovia. Nem uma nuvem apareceu no Céu, e o inclemente Sol africano queimara toda a terra numa extensão de muitos quilômetros. Os rios e regatos estavam secos e agora até o poço fundo que havia ali secara também.

O papai de Marieta não sabia o que fazer. Por muitos anos trabalhara para edificar a casa e cultivar a terra. Agora, porém parecia que tudo estava perdido. Sua plantação estava secando e o gado morria de sede por falta de água. Que poderia ele fazer?

Chamando a família, falou da gravidade da situação, dizendo que deviam pedir a Jesus que mandasse chuva. Ajoelharam-se a mamãe, o papai, Marieta e sua irmãzinha e juntos oraram como nunca dantes. O pai e a mãe oraram fervorosamente pedindo a Jesus que mandasse chuva para salvar a plantação e poupar o gado.

Ao chegar a vez de Marieta orar ela não o fez como a mamãe e o papai. Orou assim: “Querido Jesus, se não mandares chuva, por favor, dá-nos um pouco d’água no poço.” O pai sorriu, porque não podia imaginar como chegaria água ao poço sem chover. Marieta, porém, não pensava assim. Cria no poder de Jesus para fazer qualquer coisa. E ao se levantarem da oração, ela disse que Jesus atenderia sua petição.

O papai e a mamãe saíram para os deveres da casa e Marieta desapareceu. Dirigiu-se ao poço para ver o que Jesus faria. Afastou a tampa do poço e finalmente se curvou o bastante para poder olhar para dentro. Mas era demasiado fundo e escuro para que Marieta pudesse ver alguma coisa.

Então ela teve uma ideia: apanhou uma pedra e atirou. Houve um momento de ansiosa espera. Então Marieta ouviu o ruído característico de uma pedra que cai na água.

Como uma flecha, correu para casa. “Jesus nos deu água!” – gritou. – “Jesus nos deu água!” O pai não queria acreditar, mas foi correndo ao poço com a esposa e os trabalhadores da fazenda. Lançou outra pedrinha e o ruído característico repetiu-se. Dentro em pouco a bomba foi posta a funcionar e logo uma torrente de água pura e cristalina saía do poço.

Quão felizes e agradecidos não estavam todos! E saibam vocês que desde aquele dia o poço nunca mais secou!

Algumas pessoas dizem: “Oh! isto aconteceu por acaso!” Mas Marieta sabe mais. Ela está certa de que Jesus enviou a água ao poço em resposta à oração de uma meninazinha, e eu creio que ela tem razão.

Sobre o autor

Wilson Lemos

Wilson Lemos

Meu nome e Wilson lemos,
sou evangelista formado em bacharel em teologia pelo instituto de teologia
SETAD.

Sou casado e tenho por missão ajudar você a crescer espiritualmente em conhecimento.

Deixe um comentário