Ilustrações

O  Amor  Supremo

O  Amor  Supremo
Wilson Lemos
Escrito por Wilson Lemos

João 3:16

Durante a guerra civil na Espanha, de 1936-1939, um velho forte em Toledo, nesse país, foi mantido sob constante bombardeio pelos comunistas – denominados forças lealistas. Por 72 dias continuou esse bombardeio. O general que comandava o forte estava decidido a conservá-lo, mesmo em face de desigualdades que pareciam tornar isto impossível.

Hoje o forte ainda existe, monumento da luta heróica ali ocorrida. Há no interior desse forte uma capelinha em cuja parede se vê uma placa onde foi cravada a comovente história do sacrifício exigido para manter o forte. Durante a guerra, o inimigo aprisionou o filho do general.

Vendo nisto uma oportunidade de forçar o velho militar a entregar aquela fortaleza, telefonaram ao pai. “É preciso que entregue a fortaleza”, exigiram. “Temos em nosso poder seu filho.” E a fim de provar que isto não era truque, puseram o rapaz ao fone.

“Pai, eles me dizem que, a menos que o senhor entregue o forte, me matarão.”

Houve um prolongado silêncio na extremidade da linha onde estava o pai, enquanto ele lutava consigo mesmo. Sacrificaria ele os interesses de seu país por causa de seu profundo amor por seu filho?

Finalmente, vieram as angustiosas palavras: “Meu filho, entregue sua alma a Deus. Grite Viva a Espanha!, e morre como um patriota. Adeus, meu filho.” “Adeus, meu pai.”

O general dirigiu-se então para a parte posterior da fortaleza e ajoelhou-se em oração. Enquanto as lágrimas lhe corriam por entre os dedos, ouviu o tiro ao pé do monte – o tiro que lhe tirava a vida ao filho. Por amor de seu país, esse general patriota fez o terrível sacrifício de dar o próprio filho.

Maravilhosa como seja, esta ilustração do amor pela pátria não nos transmite ao espírito senão uma fraca ideia do grande sacrifício que Deus fez em nosso favor.

Para que nós não perecêssemos, mas tivéssemos a vida eterna, Deus “nem mesmo a Seu próprio Filho poupou, antes O entregou por todos nós”. Rom. 8:32. Não requer esse sacrifício uma inteira correspondência de nossa parte? Que podemos nós dizer, senão: “Pai, eis minha vida. Usa-a para glória Tua”?

Sobre o autor

Wilson Lemos

Wilson Lemos

Meu nome e Wilson lemos,
sou evangelista formado em bacharel em teologia pelo instituto de teologia
SETAD.

Sou casado e tenho por missão ajudar você a crescer espiritualmente em conhecimento.

Deixe um comentário