Ilustrações

Embriagues e suas Consequências 

Embriagues e suas Consequências 
Wilson Lemos
Escrito por Wilson Lemos

Soube-se de um bêbado que, entrando em certo bar, pediu uma dose de cachaça. O dono do estabelecimento recusou satisfazer seu desejo, pois havia sido intimado a não mais vender álcool àquele homem. O pobre bêbado ofereceu muito dinheiro, insistiu com toda força, mas o taberneiro permaneceu inflexível, dizendo:

– Você tem estado doente estes últimos tempos, com tremores, etc. Não vou vender-lhe bebida!

O bêbado, então, afastou-se do balcão e ficou observando o vai-e-vem dos fregueses. Em dado momento, entraram dois moços, assentaram-se e pediram bebidas. Todo solicito, o dono do bar os serviu. Vendo isto, o arruinado ébrio aproximou-se e disse:

– Vender álcool a mim seria melhor do que a estes moços: eu já estou estragado, já sou um farrapo humano, um farrapo de corpo e alma, não há mais esperança de felicidade para mim. Mas estes moços estão numa bela idade, e se começam a beber estragarão suas vidas também. Quando eu era moço, forte como eles, o senhor me vendia toda sorte de bebidas, agora, recusa-me e continua a destruir a vida jovem de outros!

 

 

Sobre o autor

Wilson Lemos

Wilson Lemos

Meu nome e Wilson lemos,
sou evangelista formado em bacharel em teologia pelo instituto de teologia
SETAD.

Sou casado e tenho por missão ajudar você a crescer espiritualmente em conhecimento.

Deixe um comentário