Ilustrações

É  Assim que Deus Paga

É  Assim que Deus Paga
Wilson Lemos
Escrito por Wilson Lemos

O evangelista Spurgeon foi, em certa ocasião, à cidade de Bristol, com o objetivo de pregar em três igrejas, esperando obter nas três coletas, 300 libras, quantia que ele necessitava com urgência para o seu orfanato na cidade de Londres.

As coletas renderam realmente essa quantia, e Spurgeon sentia-se feliz, porque assim podia pagar as despesas do orfanato.

Entretanto, à noite, quando se recolheu para dormir, Spurgeon ouviu uma voz – era a voz do Senhor e lhe dizia: “Dá essas trezentas libras a Jorge Müller”. “Mas, Senhor”, respondeu Spurgeon, “eu preciso do dinheiro para os queridos órfãos de Londres”.

Mais uma vez insistiu a mesma voz: “Dá as trezentas libras a Jorge Müller.” Só quando respondeu: “Sim, Senhor, levarei o dinheiro a Jorge Müller”, é que conseguiu adormecer.

Na manhã seguinte dirigiu-se ao orfanato de Jorge Müller e o encontrou de joelhos, orando, tendo diante de si uma Bíblia aberta. O célebre pregador, pondo a mão sobre o ombro do outro disse: “Jorge, Deus me mandou entregar a você este dinheiro”. “Oh”, exclamou Müller, “querido Spurgeon, eu estava a pedir ao Senhor precisamente essa importância.”

Os dois homens de ação alegraram-se muito. Mas a história continua. Quando Spurgeon voltou a Londres, encontrou uma carta sobre a mesa. Abriu-a, e verificou que ela continha 300 guinéus.

Ora, como um guinéu vale uma libra e um shilling, Spurgeon tinha então, trezentas libras e trezentos shillings.

“Aqui está”, exclamou ele com muito regozijo. “O Senhor me devolveu as 300 libras com juros de 300 shillings”. É assim que Deus paga. – Mensageiro da Paz, fevereiro de 1958.

Sobre o autor

Wilson Lemos

Wilson Lemos

Meu nome e Wilson lemos,
sou evangelista formado em bacharel em teologia pelo instituto de teologia
SETAD.

Sou casado e tenho por missão ajudar você a crescer espiritualmente em conhecimento.

Deixe um comentário