Estudos Bíblicos

A Plenitude (expressao) de Deus

A Plenitude (expressao) de Deus
Wilson Lemos
Escrito por Wilson Lemos

 Em Efésios 3:19, a Versão IBB Revisada de João Ferreira de Almeida, diz: “Para que sejais cheios até a inteira plenitude de Deus”. Somos enchidos até toda a plenitude de Deus. Somos enchidos, resultando em uma expressão de Deus. Plenitude aqui quer dizer expressão.

Paulo disse que ele orou para que o Pai nos fortalecesse com poder mediante Seu Espírito no homem interior para que Cristo pudesse fazer Sua morada em nosso coração, e que pudéssemos conhecer as dimensões de Cristo — a largura, o comprimento, a altura e profundidade — para que pudéssemos ser enchidos até resultar na plenitude de Deus, a expressão de Deus (Ef 3:14-19).

Todo o livro de Efésios trata da igreja. Ela é a casa ou a família de Deus (2:19), ela é o Corpo de Cristo (1:23), e ela é a plenitude como a expressão de Cristo e de Deus (1:23; 3:19).

De acordo com o capítulo três, a igreja pode ser tal expressão, não somente de Cristo, mas também de Deus, quando Cristo faz Sua morada em nosso coração para que possamos experimentar as Suas riquezas insondáveis. Enquanto estamos desfrutando Dele de tal forma, somos enchidos com todas as riquezas de Cristo, resultando numa expressão de Deus.

A igreja hoje deve ter tal expressão, resultante do rico desfrute das riquezas insondáveis de Cristo. Temos muito encargo pela situação entre os cristãos. Onde há uma expressão de Deus? Espero que entre nós haja tal expressão.

Todos precisamos orar por nós mesmos assim como Paulo orou por nós em Efésios 3. Devemos dobrar os joelhos perante o Pai para que Ele nos fortaleça no nosso homem interior, para que Cristo faça Sua morada em nosso coração, estabelecendo-se plenamente em cada “avenida”, em cada parte de nosso ser interior.

Então podemos desfrutar do Seu amor, e podemos tocar e possuir as Suas dimensões. Seremos enchidos com Ele até a plenitude de Deus, a expressão de Deus. Isso não é somente uma assembléia ou uma congregação de cristãos chamados para fora.

Isso é um grupo de pessoas plenamente possuídas por Cristo e desfrutando-O ao máximo, sendo saturadas por Ele e enchidas com Ele a tal ponto que elas tornam-se uma expressão de Deus.

O que quer que comamos, isso expressamos. Quando jovem, às vezes ia visitar meus avós que viviam à beira-mar. Freqüentemente comiam peixe, enquanto que a nossa família raramente comia peixe.

Sempre que ia à casa de meus avós, eu não cheirava outra coisa a não ser peixe. Um dia perguntei a minha mãe por que todos ali cheiravam a peixe. Ela replicou: “Você não sabe que eles comem peixe todos os dias? É por isso que cheiram a peixe!” O que quer que comamos, tornamo-nos e expressamos isso.

Quando comemos Jesus, nós exalamos Seu perfume (2 Co 2:15), O expressamos, e nos tornamos Ele. Que é a igreja? A igreja é a expressão do próprio Cristo a quem comemos.

Toda a plenitude da deidade está corporificada neste Cristo, e este mesmo Cristo é nosso pão da vida (Jo 6:48). Ele disse: “Quem de mim se alimenta, por mim viverá” (Jo 6:57). Quando comemos Cristo, vivemos por Ele. Este Cristo é a corporificação do Deus Triúno; quando comemos Cristo, comemos o Deus Triúno.

O nosso Salvador, Jesus Cristo, a corporificação do Deus Triúno, é o nosso maná diário, o nosso alimento diário. Nós O comemos, então O expressamos. Essa expressão é a plenitude Daquele que a tudo enche em todas as coisas. Por fim, essa é plenitude do Deus Triúno.

Podemos ser tal expressão por comer Jesus. Deixe-O saturar todo o seu ser. Deixe-O estabelecer-se em cada sala, cada avenida, e cada canto de seu interior — em sua mente, sua emoção, sua vontade, sua consciência, sua alma e em seu espírito; em seu amar, suas decisões, sua intenção e sua motivação. O que quer que você faça, deve ser enchido com Cristo.

Comer Jesus é simplesmente tomá-Lo para dentro de nós e deixá-Lo ser assimilado para dentro de nosso ser. Comer significa receber alimento para dentro de nosso ser; comer Jesus significa recebê-Lo para dentro de nosso ser.

O resultado do nosso comê-Lo é a plenitude Daquele que a tudo enche em todas as coisas e também do próprio Deus Triúno. Esta plenitude é a igreja. A igreja não é somente uma assembléia, nem é somente a casa de Deus, a família de Deus; ela é também o Corpo, um organismo dessa Pessoa viva, o qual finalmente torna-se Sua plenitude e a plenitude do Deus Triúno.

Sobre o autor

Wilson Lemos

Wilson Lemos

Meu nome e Wilson lemos,
sou evangelista formado em bacharel em teologia pelo instituto de teologia
SETAD.

Sou casado e tenho por missão ajudar você a crescer espiritualmente em conhecimento.

Deixe um comentário